Alexandre Samuel também é acompanhado no IPESQ desde a gestação. A sua mãe sonhava em ter um “filho homem” como ela mesma diz, depois de ter quatro filhas. Porém, quando descoberta a microcefalia ainda na gravidez, a mãe de Alexandre Samuel ficou apavorada, pois nunca tinha ouvido falar em microcefalia, nem sabia em que isso influenciaria a vida do filho. Mas, o medo e a insegurança naturais, deram lugar à esperança e ao amor quando Samuel nasceu. Hoje, nosso Samuel se desenvolve gradativamente, avançando e nos mostrando que mesmo quando a vida nos supreende é possível seguir em frente, contornando os obstáculos e vencendo!

Alexandre Samuel em uma das suas sessões de fisioterapia.